6 doenças que uma piscina mal tratada pode trazer à sua família

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

piscina mal tratada

Fazer a manutenção correta da sua piscina e toda a higienização não é apenas uma questão estética. É claro que a água límpida é um convite para o mergulho, mas existem questões de saúde ligadas a esse cuidado. Isso porque a piscina mal tratada é o ambiente ideal para a proliferação de microrganismos que podem afetar a saúde da sua família.

Veja agora quais são as 6 doenças que você pode pegar ao frequentar uma piscina não higienizada.

1. Irritação química por água contaminada

É muito comum que algumas pessoas reclamem de ardor nos olhos, nas vias aéreas e até de dificuldade em respirar depois de nadarem na piscina. Isso acontece por causa do acúmulo de cloraminas na água. Basicamente é a combinação do cloro com outras substâncias, como suor, produtos usados no corpo e até urina. Para resolver esse problema, o produto que combate e livra a água da piscina da cloramina é o Ultra Violeta:

2. Otite após entrar água no ouvido

A otite externa é comumente conhecida como otite de surfista ou mergulhador. Ela acontece quando a água entra no ouvido e encontra um organismo debilitado. Isso pode ser por causa de problemas imunológicos, ou presença de feridas no canal. Esses casos podem ser mais graves quando a água é proveniente de uma piscina mal tratada.

3. Foliculite pêga em piscina mal tratada

A foliculite é a inflamação do folículo capilar. Ela acontece devido à contaminação por bactérias presentes na água da piscina mal tratada, principalmente as aquecidas. A aparência das inflamações é parecida com a das espinhas, mas maiores. Elas são tratadas com uso de sabonetes anti-sépticos e, em alguns casos, podem ser receitadas pomadas ou remédios.

4. Infecções bacterianas transmitidas na água

A bactéria Staphylococcus é responsável por uma série de infecções diferentes. Desde dermatites e foliculites simples e de fácil tratamento, até mais graves como pneumonia, meningite e endocardite. Para evitar essa transmissão é importante que pessoas que tenham irritações na pele não frequentem as piscinas e que a água seja sempre tratada corretamente.

5. Diarréia por ingestão da água

A diarréia é comumente um sintoma de algum problema maior. Mas é possível contrair essa condição sozinha, apenas pela ingestão de uma pequena quantidade de água. Isso porque alguns vírus e bactérias podem sobreviver por até quinze dias em uma piscina mal tratada. Isso acontece principalmente se alguma pessoa infectada tiver usado a piscina antes de você.

6. Giardíase em crianças

A giardíase é uma infecção que acomete os intestinos. No caso da piscina mal tratada, ela afetará principalmente as crianças, uma vez que o sistema imunológico delas ainda não está completamente forte. Isso acontece principalmente em piscinas frequentadas por crianças que ainda não passaram pelo desfralde e até cachorros.

Uma piscina mal tratada pode ser uma grande inimiga da saúde da sua família. Além dos cuidados básicos de higiene com a água — passar a peneira, aspirar o fundo, usar o filtro, equilibrar o pH da água — é preciso também manter algumas atitudes fora da água. Por exemplo, não compartilhe toalhas, sempre tome um banho com sabonete anti-séptico depois de nadar, e não se esqueça de lavar os pés corretamente.

Você faz a manutenção da sua piscina corretamente? Conte nos comentários quais são os cuidados que estão na sua rotina.

piscina mal tratada

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×