Construção de piscinas: tudo que o arquiteto projetista precisa saber sobre o pós-vendas de seus parceiros

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

construção de piscinas

Atualmente, as empresas vêm valorizando muito a etapa pós-vendas. Isso porque se trata de uma fase da máxima importância para comprovar que a organização está realmente interessada em manter um relacionamento de longo prazo com o cliente.

Não se trata apenas de uma troca momentânea, em que a empresa comercializa seus produtos/presta seus serviços, recebe o pagamento por isso e pronto.

O arquiteto projetista que trabalha na construção de piscinas deve ficar atento ao pós-vendas de seus parceiros, os fornecedores indicados por ele ou para os quais ele presta trabalho. Leia o artigo e fique a par de mais detalhes sobre esse assunto!

O projeto de construção de piscinas

Para ter certeza de que os resultados serão os melhores, o ideal é realizar um projeto. Para ter garantias de um projeto bem efetivado, o correto é procurar um arquiteto projetista de piscinas.

Esse profissional avaliará o seu terreno, o entorno e deverá decidir pela viabilidade ou não do projeto. Por exemplo, um terreno instável não é muito recomendado para piscinas de alvenaria, considerando que elas estarão mais vulneráveis a fissuras, rachaduras e vazamentos.

Enfim, a análise do projetista envolve uma série de fatores, inclusive financeiros. O cliente deve dispor de dinheiro suficiente para concluir o projeto.

A boa parceria com fornecedores

Muitos profissionais dedicados aos projetos de construção de piscinas trabalham de forma independente ou em parceria com fornecedores de produtos específicos.

Nesse último caso, torna-se até mais prático para seu cliente, que conta não apenas com o projeto, mas com a possibilidade de adquirir os produtos necessários em um só local.

Assim, a empresa especializada fornece serviços e produtos de boa qualidade, oferecendo um custo-benefício mais vantajoso para o cliente.

construção de piscinas

A preocupação com o pós-venda

O arquiteto projetista deve ficar atento ao comportamento dos parceiros indicados por ele aos seus clientes. Afinal de contas, caso o parceiro não seja efetivamente bom e dê suporte pós-venda ao cliente, o nome do projetista também será prejudicado.

Um projeto de piscina pode ser muito abrangente e envolver desde a escolha do melhor material para a construção de piscinas, como alvenaria, vinil, fibra, até um bom projeto de iluminação, aquecimento e segurança.

Ou seja, são diferentes produtos e acessórios, como cascatas, lâmpadas LED, corrimões, escadas light, trocadores de calor e assim por diante. Um projeto mais complexo pode envolver até sauna seca ou úmida.

Os produtos vendidos precisam ser de boa qualidade, oferecer o melhor custo-benefício e o fornecedor deve disponibilizar assistência aos clientes sempre que necessário.

É no pós-venda que muitas empresas conseguem fidelizar clientes e melhorar sua reputação no mercado. Essa etapa pode mesmo determinar menos custos para a captação de novos clientes. Clientes satisfeitos divulgam a marca e mais pessoas buscam os serviços e produtos da empresa.

O arquiteto projetista deve monitorar se os produtos recomendados, os serviços indicados foram realmente fornecidos da forma adequada e a empresa se manteve em contato com o cliente para certificar-se de sua satisfação.

A atuação como intermediador em certas situações

Sempre que o cliente sentir-se insatisfeito com algum atendimento, serviço ou produto de algum parceiro do arquiteto projetista, sempre que ele se sentir lesado ou enganado, sem o apoio pós-venda necessário, o profissional não deve se eximir de tomar uma atitude e informar-se melhor para saber o que está acontecendo.

Se necessário, deve alertar o parceiro sobre a necessidade de mudar sua atitude ou consertar determinado erro que trouxe insatisfação ao cliente.

Na verdade, os problemas podem acontecer, desentendimentos podem surgir, mas quando os parceiros trabalham em conjunto para solucioná-los e oferecer o suporte necessário ao cliente, eles acabam satisfazendo os consumidores, o que é fundamental para o desenvolvimento do negócio e da reputação do profissional.

O arquiteto projetista deve se preocupar não apenas com o projeto envolvendo a construção de piscinas — ele deve trabalhar no intuito de garantir que os parceiros também façam a parte deles, prestando suporte total ao cliente, especialmente na etapa pós-venda!

Para saber mais, continue acompanhando nosso blog!

construção de piscinas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×