Segurança na piscina: 4 maneiras de evitar acidentes

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

piscina com deck de madeira

A piscina é um espaço que proporciona muito prazer aos usuários e se tornou muito popular em diferentes residências, mesmo em famílias cujo poder aquisitivo não é tão alto. Dessa forma, as pessoas podem se divertir sem sair de casa, sem se arriscar no trânsito, no conforto de seu lar, com toda a comodidade.

Mas não devemos somente nos limitar ao desfrutar da piscina como uma fonte de lazer. Ela precisa de manutenção e limpeza. Também precisa oferecer segurança. Muitos acidentes podem ocorrer em uma piscina se ela não contar com recursos eficientes de segurança e. é claro, com o uso consciente dela. Neste artigo, vamos dar 4 dicas para evitar acidentes, otimizando a segurança na piscina. Venha conferir!

1. Tenha cuidado com o piso do deck e evite escorregões

O ideal é revestir o piso do deck ou da área que circunda a piscina com material antiderrapante. Isso evitará a ocorrência de acidentes tanto de pessoas adultas quanto de crianças e, especialmente, idosos. Esses acidentes fora da piscina são comuns e podem ser graves, dependendo da queda. Uma pancada na cabeça pode ser até fatal, principalmente se bater na quina de algum objeto. Um idoso pode sofrer alguma fratura séria, quebrando algum osso, inclusive o fêmur.

Mas isso é fácil de resolver, usando pisos antiderrapantes ou madeira. Assim, as possibilidades de algum problema fora da água diminuem bastante. Com um entorno seguro, a área de lazer fica otimizada para todos, incluindo os que não entrem na piscina e preferem curtir sentados em uma cadeira reclinável, um banco, a uma mesa.

2. Cerque o perímetro para melhorar a segurança na piscina

Outra maneira de garantir mais segurança na piscina é usar a cerca de proteção. Trata-se de um produto de baixo custo, muito versátil e com muitas vantagens, tornando o custo-benefício excelente. A instalação e a remoção da cerca é de extrema facilidade, além de leve, é fácil de transportar.

segurança na piscina

A cerca permite a delimitação precisa da área de acesso à piscina, mantendo distantes os animais e as crianças, que poderão andar e brincar à vontade em uma área segura. Ela é desenvolvida em material resistente à corrosão e de alta durabilidade (poliéster revestido em PVC e alumínio). Um produto composto de módulos, com sistema exclusivo de regulagem, o que permite que uma instalação adaptável a qualquer tipo de formato, mesmo piscina irregulares. As dimensões da cerca variam, atendendo a piscinas de tamanhos diferentes.

3. Instale uma torre de segurança com botão de emergência

Outra ação que vale a pena é comprar uma torre de aço inoxidável que tenha um botão de emergência. Esse dispositivo está previsto na ABNT 10339 que regulamenta a construção e funcionamento de piscinas no Brasil . Ao acionar o botão, imediatamente os equipamentos suspendem seu funcionamento. Caso o usuário da piscina venha a ficar aprisionado, você deve pressionar o botão e a bomba para de trabalhar.

4. Disponibilize boias para os usuários da piscina

A boias salva-vidas é uma ferramenta simples que ajuda a evitar afogamentos com muita eficiência. São usadas, não somente em piscinas (cuja água é parada), mas em praias e rios, às vezes variando o modelo. Uma boia pode conter faixas refletivas que, durante a noite, melhoram a visualização do local em que está o banhista. Também oferece cordas para que o usuário se agarre a elas, se for necessário.

Essas são 4 maneiras de otimizar a segurança na piscina, evitando acidentes, como quedas e afogamentos. Algumas implicam no investimento de um valor baixo. Outras podem exigir um investimento inicial mais alto, mas ainda assim o custo-benefício compensa. Quando falamos em segurança, estamos falando de integridade física, de preservação da vida.

Não se esqueça de comprar produtos somente com segurança de fábrica. A Sodramar oferece produtos garantidos. Aproveite para visitar e curtir nossa página no Facebook!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×